sexta-feira, 21 de março de 2008

Geração Merda na Cabeça

Numa escola do Porto, uma aluna resistiu à professora que tentou retirar-lhe o telemóvel durante uma aula

Uma professora de francês da Escola Secundária Carolina Michaelis, no Porto, foi brutalizada, em plena aula, quando tentava tirar o telemóvel a uma aluna.Os restantes alunos assistiram e filmaram. O vídeo foi difundido no YouTube, mas hoje depois de ter sido tornado público, foi removido do YouTube. No entanto pode vê-lo no fim deste texto.
Enquanto a professora a tentava tirar o telemóvel à estudante, os restantes alunos assistiam e riam-se da situação.
Nos comentários ao vídeo no YouTube a atitude é criticada por outros alunos da escola.

Ministério abre inquérito

Contactada pelo Expresso a Direcção Regional de Educação do Norte (DREN) disse que só hoje teve conhecimento do caso, através de um e-mail enviado por uma cidadã. António Leite, director-adjunto da DREN,ordenou à escola a abertura de um inquérito. E adiantou que o Conselho Directivo da escola soube do caso através da DREN.

A presidente do Conselho Directivo não se mostrou disponível para prestar declarações ao Expresso.

O sindicato de professores do Norte não tem conhecimento do caso.
[Clix-Expresso]



Avaliação aos professores ou o regresso da "menina dos 5 olhos"?

18 comentários:

  1. Pois é, foi preciso um puto palerma filmar e por na tuba para o povo acreditar. Estas situações são, infelizmente, o prato do dia. Antes, só aconteciam nas escolas de periferia, agora que os professores estão completamente desautorizados, acontece até nas escolas bem, como é aqui o caso. Mantenham-se atentos e hão-de ver o que vai acontecer à menina e aos seus colegas palermas. Nada! A prof é que ainda se vai ver grega com a DREN. Sim porque hoje em dia os profs é que têma culpa de tudo.

    ResponderEliminar
  2. Ainda vão é os pais da garota á escola bater na prof porque não tinha nada que mexer no tlm.
    Criam-se situações destas quando o mais fácil era pôr na rua a aluna evitando isto tudo.
    Ainda vai dar é em mais uma greve.

    ResponderEliminar
  3. À que ter em conta a teimosia imprudente da professora. Agressão??? O sistema tem a mania de "agarotar" em vez de responsabilizar (tratar como adulto)...depois dá no ke deu... não ter sido pior, deve se dar por contente... E bem sabendo a Prof.ª que já havia reincidência destes conflitos na escola... tentou enfrenta-la? é essa a maneira mais pedagógica de responsabilizar os jovens????? Não deveria a Prof.ª ter medido bem as consequências da sua conduta em virtude do histórico da escola? Que esperava ela então? Só posso concluir pela imprudência da Prof.ª, que da sua imprudência só e só poderia (neste contexto escolar) ter resultado a conduta provida. (Não quero com isto , de forma alguma, extrapolar/generalizar a questão…)

    Ass.
    LG

    ResponderEliminar
  4. O cerne da questão aqui é, se me permitem, o telemóvel em si. Porque raio estes putos têm telemóveis?! À imagem de Playstations e merdas dessas (embora seja um bocado mau estar a generalizar, eu sei), os pais dão essas coisas aos putos porque têm a consciência pesada de serem pais de merda, que mal vêem/educam os filhos. Despejam-nos de manhã na escola e os educadores desta bela nação à beira porreirismo plantada que os aturem.

    Se eu quando era puto estivesse metido numa cena destas e o meu pai visse o video, logo viam o que acontecia...

    Dasse.

    ResponderEliminar
  5. Eu acho que a velha chapada nas trombas era solução, ou se não acreditam leiam os comentários ao filme no tubo. Portugal no seu melhor. Há lá um cromo que diz "morte aos setores" e "é para aprenderem quem manda"...

    ResponderEliminar
  6. Mesmo com estas imagens publicadas isto não vai dar em nada. Segundo a Lulu, ministra da deseducação, isto trata-se meramente de um caso pontual. Só espero que os professores comecem a ter a coragem de se defenderem, com murros e pontapés e responderem à violência física da mesma moeda. Aí sim queria ver a Lulu e seus pares virem para a comunicação social dizer que se tratam de casos meramente pontuais. Quando não existe educação em casa, são os professores que têm de a dar? Mas para os papás os filhotes até são bem comportados e os professores é que não têm formação para lidar com os seus anjinhos.

    ResponderEliminar
  7. Miguel Salvado21 março, 2008 18:35

    Desculpem-me esqueci-me do nome
    Miguel Salvado

    ResponderEliminar
  8. Comigo isso nunca acontecia mas, se chegasse a esse ponto. Levava mesmo duas bofetadas na tromba e viesse o papa que viesse... Quanto à tua opinião LG, é com sufismos desses que se arranjam justificações para desculpar tudo e todos. A prof agiu bem e teve nível. Desculpa mas quem fala como tu não faz ideia do que é gerir tensões no seioi de um grupo. Pelo que dizes, face ao histórico da escola, os profs deviam ter medo de actuar de forma firme e evitar este tipo de confrontos. Pois eu penso exactamente o contrário, porque pelo facto de haver esse medo é que esses badamerdas desses putos fizeram o que fizeram. Se a prof fosse tua mãe ou tua tia ou até tua esposa queria ver se mantinhas esse lindo discurso filosófico.

    ResponderEliminar
  9. Não venham com essa treta da minsitra e da avaliação.A ministra até é uma mulher de tomates.É preciso avaliar os profs para se saber quem são os bons e os maus.Mas isto tudo não desculpa aquela palhaçda e ao que sei o estauto do estudntes é bastante claro por que proibe tlms nas aulas.Por isso castigo para cima daqueles sacanas e responsabilidades dos pais

    ResponderEliminar
  10. miguel Salvado21 março, 2008 23:21

    Os profs querem ser avaliados mas não desta forma porque o compadrio vai imperar e os maus continuaraõ a subir. Antes de falar anónimo leia com atenção como será feita a avaliação dos profs. depois poderá falar e ver quem tem razão.
    Miguel Salvado

    ResponderEliminar
  11. Meu caro “3XL”, com todo o respeito e mui elevada consideração que tenho por ti/si só poderei interpretar tal opinião como uma errada compreensão da minha, telegráfica, opinião. O assunto é de tal forma complexo que me impede de a replicar.

    Ass.

    LG

    ResponderEliminar
  12. Amigo LG. Desculpas aceites.

    ResponderEliminar
  13. Então os profs querem ser avaliados.Quando -dia de são nunca.Como - de maneira nenhuma.Deque forma- nenhuma.Ou a unica dos profs comunistas,que quer dizer manter a porcaria dos ultimos trinta anos.Vergonha é a qualidade do ensino que nos dão.Há profs bons que estão a ser prejudicados pelos outros ignorantes.Há uma coisa que gostaria de saber qué é quantos desses sindicalistas profs já deram aulas.Aquel d fenprof só rcebeu aulas leninistas que é que nada mecher para manter a borrada do ensino como está.

    ResponderEliminar
  14. O nosso ensino é, de facto, muito mau...

    ResponderEliminar
  15. Da postura da professora à da aluna, venha o diabo e escolha.
    A professora teve uma atitude completamente errada. Pedia calmamente à aluna para lhe entregar o telemóvel (nunca tirá-lo à força) e caso ela não lho desse, mandava-a para a rua. Se a aluna não saísse, saía a professora. Penso que há muita gente a dar aulas sem a devida formação (métodos pedagógicos e liderança de grupos) há também aqueles que não têm vocação (não pondo em causa a sua formação e o seu conhecimento).
    Toda a gente se lembra dos professores que teve em que havia uns que não se ouvia uma mosca na aula e outros que era uma galhofa completa.
    Tudo depende da postura do professor uma vez perdido o controlo não há nada a fazer.
    Uma outra atitude que a professora podería ter é a seguinte: http://www.youtube.com/watch?v=I71jV21AQFY&feature=related

    Claro está que a atitude da aluna é imperdoável e deve ser castigada, juntamente com os colegas, de uma forma exemplar.

    Um abraço

    Sílvio Roque

    ResponderEliminar
  16. A minha opinião é que os professores deveriam fechar as escolas por tempo indeterminado e depois veria-se quem faz mais falta a esta educação. Dizer que os professores não prestam , e que são incompetentes atesta o estado de estupidez a que esta sociedade medíocre chegou. Faz mais um professor por semana neste país do que um governo inteiro em quatro anos de legislatura. Quem é que passa mais tempo com os alunos, os professores ou os pais? Quem conhece melhor a realidade social deste país, os professores ou os políticos? É muito fácil culpar os professores, mas até hoje foi a única classe trabalhista que teve uma manifestação desta envergadura. Se tivessem sindicatos à altura que suportasse os seus vencimentos, como lá fora, este país ficaria sem aulas durante algum tempo e aí veriamos o caos que se instalaria na sociedade e queria ver aqueles que falam mal dos professores manifestarem-se também nas ruas.
    As escolas oferecem condições de trabalho decentes a professores e alunos? Se querem comparar a nossa realidade com os mais avançados dêem gabinetes de trabalho aos docentes,dêem bons saneamentos às escolas, contratem mais agente educativos para trabalhar com as crianças, porque só os professores a desempenharem vários papéis também é exigir demais, ou não? Os professores não têm família, filhos? Eu que sou filho de professores sei bem o que são fins-de semanas ver os meus pais agarrados a computadores e não
    terem tempo para os filhos, porque a merda de papelada exigida para preparar aulas e de tal ordem que até cheira mal. É fácil para todos aqueles que não têm pais nestas circunstâncias falarem porque não sofrem na pele estas merdices. Sou a favor dos professores e da sua luta porque não é sobre eles que deve recair as porcarias que todos os governos do PS e PSD fizeram desde o 25 de Abril até agora. Culpem a porcaria de políticos e afins que organizaram este sistema de colocar pessoas sem vocação para o ensino e que hoje detêm esse poder e não os verdadeiros profissionais da educação por estes acontecimentos. Os maus professores é tudo uma grande treta, pois esta avaliação vai privilegiá-los, pois esses maus são postos pelo sitema de merda que temos nos seus devidos lugares. Para apanhar os maus seria uma inspecção de surpresa à sala de aula onde o senhor inspector poderia ver com os seus próprios olhos de que forma se está a leccionar e não dar objectivos e tralhas burocráticas para "negociar" duas ou três aulas para avaliar um professor, porque aqui sim ,meus caros os maus vão se safar e de que maneira, porque um verdadeiro professor na negoceia aulas, dá-as diariamente.
    Mas os maus neste país de merda safam-se sempre e os culpados são sempre os que trabalham com dedicação mas isso não é reconhecido, nem se quer tal coisa senão isto mudaria tudo. Avaliar sim mas de uma forma justa e não desta forma burocrática e hipócrita que este ministério pretende. Força professores fechem as escolas e veremos o que acontece a este país, depois falaremos melhor.
    João Paulo Brito

    ResponderEliminar
  17. Fiquei emocionado. Bem-haja

    ResponderEliminar